Para ti, Sophia

Uma homenagem a Sophia com um espetáculo criado a partir de “A Floresta”

Uma homenagem a Sophia com um espetáculo criado a partir de “A Floresta”.
Enquanto nos sentimos “pequenos” o mundo ainda nos fascina e os ciclos da vida ainda são diários, próximos da natureza e inscritos na memória coletiva… a água (toda ela: na fonte, no lago, no rio ou no mar) lembra-nos sempre, talvez inconscientemente, o ventre materno, esse lugar mágico onde voámos por dentro do estado líquido. O sol, as flores, os animais, o dia e a noite nascem e morrem lembrando-nos que somos efémeros. Enquanto nos sentimos “pequenos” reinamos, fazendo de conta, e tudo tem a magia dos sonhos, lembrando-nos que a realidade é também o que imaginamos.

É fascinante como Sophia escreve, no conto infantil “A Floresta” (1968), de uma maneira tão simples e tão bonita sobre a sua própria infância e sobre os “valores” em que acredita numa narrativa que, não deixando de ser simples e bonita, é riquíssima de imagens e cruza o imaginário de vários contos universais.

O Trigo Limpo teatro ACERT, em “Para ti, Sophia”, construiu no palco um pequeno mundo habitado por três atores que se divertem “reinando” com as palavras da autora e contando esta sua história e acreditando sempre que as coisas extraordinárias e as coisas fantásticas também são verdadeiras.

Calendário previsto:

14 de Março às 14h – Centro Cultural do Entroncamento

17 de março às 11h – Festival Era uma vez no mês – Espaço Vita – Braga

30 de março às 21h30 – Cineteatro Dr. Morgado – Oliveira de Frades

7 de maio às 10h30 e 14h30 – Centro de Animação de Mortágua

9 de outubro às 10h00 e 14h30 –  Parque Aquilino Ribeiro, Viseu (Festival Outono Quente)

17 outubro às 10h30 – Teatro Curvo Semedo em Montemor-O-Novo

3 de novembro às 16h00 e 4 novembro às 10h00 – Convento de São Francisco em Coimbra

21 novembro ás 14h30 – Teatro Municipal da Guarda

22 novembro às 21h30 – Fórum Cultural de Alcochete

30 novembro às 21h30  – Espaço Fauna em Famalicão

Texto a partir de “a floresta” de Sophia de Mello Breyner Andresen Dramaturgia e Encenação Pompeu José Assistência de encenação Raquel Costa Interpretação António Rebelo, Pedro Sousa e Sandra Santos Cenário e grafismo Zé Tavares Música Paulo Nuno Martins Figurinos Adriana Ventura Desenho de Luz e Técnica Paulo Neto Sonoplastia Luís Viegas Produção Marta Costa Fotografia Carlos Teles Apoio à produção Rui Coimbra

O Trigo Limpo Teatro ACERT vai ainda realizar uma digressão artística e solidária a Moçambique onde o  espetáculo “Para ti, Sophia” será apresentado nas seguintes datas:

Dia 26 de outubro às 18h no Teatro Avenida, em Maputo;

Dia 28 de outubro às 10h e 14h no Teatro Avenida, em Maputo.

 

Fotografia: Carlos Teles

Viseu, Montemor-o-Novo, Coimbra, Guarda, Alcochete e Famalicão